Proposta de Restruturação do CACS- FUNDEB está na CCJR

por Alessandra Amantea publicado 02/07/2021 11h35, última modificação 02/07/2021 11h55
Proposta de Restruturação do CACS- FUNDEB está na CCJR

Sessão Ordinária 15jun21, quando a matéria foi encaminhada.

Tramita na Câmara Municipal de Búzios o Projeto de Lei 51/2021 para reestruturação do Conselho Municipal de Acompanhamento e Controle Social do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais de Educação (CACS-FUNDEB)

Essa proposta de iniciativa do Poder Executivo trata das competências e composição do Conselho e outras disposições; e está na Comissão de Constituição, Justiça e Redação.

De acordo com o projeto, o CACS-FUNDEB será constituído por 2 representantes do Poder Executivo, sendo pelo menos 1 da Secretaria Municipal de Educação; 1 professor, 1 diretor e 1 servidor técnico-administrativo das escolas básicas do município; 2 representantes dos estudantes das escolas básicas do município, sendo pelo menos 1 indicado pela entidade de estudantes secundaristas e 1 representante do Conselho Municipal de Educação.

Integrarão o Conselho Municipal de Fundos, quando houver: 1 representante do Conselho Tutelar, indicado por seus pares; 2 representantes da sociedade civil; 1 representante das escolas quilombolas e 1 representante do Legislativo, indicado pelo presidente.

Caberá ao Poder Executivo assegurar a infraestrutura, materiais, equipamentos e profissional de apoio para as reuniões do conselho.

O primeiro mandato dos conselheiros do CACS-FUNDEB terá vigência até dezembro de 2022. A partir de 1º de janeiro do terceiro ano de mandato do prefeito, o mandato dos conselheiros será de 4 anos, vedada  a recondução. 

O Projeto também revoga as disposições em contrário, em especial a Lei 1.522, de 2019 (cria Conselho Municipal de Educação). 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.