Projeto Pretende Obrigar a Disponibilização de Soro Antiofídico nas Unidades de Saúde

por Alessandra Amantea publicado 26/11/2021 14h05, última modificação 29/11/2021 16h57
Projeto Pretende Obrigar a Disponibilização de Soro Antiofídico nas Unidades de Saúde

Ver. Gugu de Nair, autor do projeto

Para garantir pronto atendimento às pessoas picadas por animais peçonhentos, o Projeto de Lei 111/2021  quer tornar obrigatória a disponibilização de soro antiofídico e demais imunobiológicos nas unidades de saúde pública do município. O projeto - de autoria do vereador Gugu de Nair - será analisado na Comissão de Constituição, Justiça e Redação. 

Além do soro antiofídico- que trata picadas de serpentes peçonhentas - também deverão ser disponibilizados os soros antibotrópico, antielapídico, antiaracnídico e antiescorpiônico utilizados no tratamento decorrente de envenenamento por picada de cobra jararaca, cobra coral, aranhas e escorpiões, respectivamente.

"Atualmente a disponibilidade de soros antiofídicos e imunobiológicos é apenas em Araruama, deixando as vítimas reféns da distância e do tempo de chegada até o município.", justifica.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.